Compartilhe:

SAIBA COMO USAR O FGTS NA COMPRA DE SEU IMÓVEL

Utilizar o valor do saldo do FGTS na compra de apartamento pode ser uma alternativa viável para a realização do sonho da casa própria. Usar o dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) com esta finalidade é uma opção mais rentável, por exemplo, do que deixar o dinheiro no banco.


Neste artigo vamos falar sobre o tema, abordando quais são as condições de liberação do FGTS e como ele pode ser utilizado para financiar obras, assim como as regras para o comprador, características e documentação necessária. Continue a leitura e acompanhe.

Quando o dinheiro do FGTS pode ser usado pelo trabalhador

Todo funcionário contratado em  regime CLT (Consolidação das Leis de Trabalho) tem um desconto mensal equivalente a 8% de salário. Esse valor corresponde ao fundo de garantia e pode ser sacado somente em condições específicas, entre as quais podemos citar:

  • quando o funcionário é demitido sem justa causa;
  • no término de contratos com tempo determinado;
  • em casos de falecimento do trabalhador;
  • em caso de aposentadoria;
  • para liquidar ou amortizar pagamentos e dívidas de consórcios imobiliários;
  • para compra, amortização ou liquidação do saldo devedor de um financiamento de imóvel;
  • para pagamento de prestações do financiamento imobiliário.

Quando o FGTS pode ser usado para a compra de apartamento

O saldo FGTS pode ser usado para adquirir um apartamento em 3 situações. São elas:

  • compra — o FGTS pode ser usado com parte do pagamento ou mesmo para pagar o valor total. Uma ótima opção é utilizar com parte da entrada exigida.
  • liquidação ou amortização da dívida — há a possibilidade de quitação total ou abatimento do saldo devedor.
  • pagamento de parte do valor das prestações — é possível diminuir o valor das prestação em até 80% em até meses 12 meses seguidos, de acordo com contrato.

O que fazer para usar o saldo do FGTS para compra de apartamento

O primeiro passo é consultar o seu saldo do FGTS para saber quanto dele poderá ser usado na compra de seu apartamento. O saldo pode ser consultado no site da caixa.

Depois é preciso reunir a documentação necessária e levar até o banco que fará a análise e, em caso de aprovação, vai autorizar a realização do negócio. Entre os documentos solicitados estão:

  • identidade;
  • extrato da conta com vínculo no FGTS;
  • carteira de trabalho;
  • declaração de imposto de renda (DIRPF) do titular e do cônjuge, caso ele seja casado.

É importante ressaltar que o para fazer uso deste benefício ainda é exigido que o trabalhador tenha no mínimo 3 anos de contribuição ao FGTS, não possua financiamento de imóvel pelo SFC, esteja com as prestações em dia (para casos de amortização) e não possua nenhum outro imóvel urbano no município e região, entre outros fatores.

Neste artigo falamos sobre a possibilidade de se usar o FGTS na compra de apartamento, seja como valor de entrada, amortização da dívida ou mesmo quitação do saldo devedor. 

Para saber mais sobre o assunto, esclarecer dúvidas e/ou receber orientação profissional sobre o tema, entre em contato pelo nosso site.

Buscar no Blog